SC sedia seminário internacional da uva e do vinho

Especialistas italianos reconhecidos mundialmente pela pesquisa de vinhos participam do 1º Seminário Internacional da Vitivinicultura Catarinense – Inovação e Desenvolvimento Tecnológico, na quinta-feira, dia 3, em Videira. A importância da pesquisa científica para a qualidade do vinho e as ações para a competitividade vitivinícola estão entre os temas em debate no evento, que ocorre no Vermelhinho da Serp Videira, no Vale do Rio do Peixe.

“Nossos vinhos estão entre os melhores do mundo, mas falta competitividade da indústria. Acreditamos que com a troca de experiências com os italianos, que vão nos trazer bons cases, vamos melhorar ainda mais nossa qualidade”, afirmou o presidente do Sindicato das Indústrias do Vinho de Santa Catarina (Sindivinho), Celso Panceri, que vai abrir o seminário falando sobre o panorama da vitivinicultura catarinense.

Um dos destaques do evento é a participação de Claudio Fenocchio, proprietário da Giacomo Fenocchio Azienda Agricola, fundada em 1864. Fenocchio irá falar sobre a vitivinicultura da uva Barbera, uva típica da Itália que os produtores catarinenses pretendem implantar no Vale do Rio do Peixe.

A importância da união entre pesquisa e tecnologia na produção da vitivinicultura será abordada por um dos maiores pesquisadores sobre uvas viníferas do mundo, Donato Lanati, do Centro Riccerche Aplicate Alo Sviluppo Enologico – ENOSIS Meraviglia, que falará da Itália. Lanati criou o Enosis, renomado Centro de pesquisa em Alba que estuda o DNA dos terrenos destinados à plantação de vinhas e o metabolismo da uva para produzir vinhos de alta qualidade. É professor de Tecnologia Enológica na Universidade de Torino, onde se especializou em viticultura e enologia. É autor de várias publicações, entre elas o Livro do Vinho, utilizado em todas as universidades da Europa. É membro da OIV, Organização Internacional da Vinha e do Vinho, como especialista na Comissão de Enologia.

O enoturismo terá destaque com a realização de um painel mediado pelo italiano Carlo Ottaviano, com a presença do presidente da Unioncamere Itália [Confederação Nacional da Indústria e Comércio da Itália], Ferruccio Dardanello, e do secretário de Turismo, Cultura e Esporte, Filipe Mello.

Segundo Mello, o órgão está trabalhando para fortalecer os roteiros do enoturismo em Santa Catarina, principalmente, nas regiões da Serra, Oeste e Vale do Rio do Peixe. “Esse segmento é forte na Itália e em Santa Catarina temos produtos da vitivinicultura com alto valor agregado, assim como roteiros com paisagens belíssimas. Entendemos que o enoturismo é uma área que pode ser explorada e ainda crescer muito. Um seminário internacional como esse com a presença de especialistas italianos só vem a contribuir com nosso trabalho”, pontuou.

O secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, vai participar do evento e destacou o empenho de Santa Catarina na especialização de vinhos de qualidade. “Nossa secretaria tem estimulado o aprimoramento do vinho catarinense. Por isso é extremamente positiva a troca de experiências com aqueles que têm os melhores do mundo”, salientou.

As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser feitas no site do Sindivinho [www.sindivinho.com.br].  Além do Sindivinho, o Seminário tem a parceria da prefeitura de Videira, Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, da Santur, Sebrae/SC, Fiesc, Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Brazil Planet e Fábrica de Comunicação.

Santa Catarina possui 111 vinícolas para processamento do vinho, segundo dados do Sindivinho. São 3.500 famílias que trabalham na produção da uva em 4.800 hectares de área plantada. A maior parte da plantação concentra-se no Alto Vale do Rio do Peixe, com destaque para os municípios de Videira, Pinheiro Preto e Tangará. Conforme o presidente do Sindivinho, Celso Panceri, o Estado produz 35 milhões de quilos de uva, dos quais 30% são usados para produção de vinho e o restante para geléias e suco.

Programação 

8h30 – Recepção e café da manhã

9h – Abertura oficial do seminário

9h30 – Panorama da Vitivinicultura Catarinense – Celso Panceri (Sindivinho)

10h – Vitivinicultura da Uva Barbera – Claudio Fenocchio

11h – Painel Inovar – Com pesquisadores Dr. Vinícius Caliari (Epagri), Dr. Aparecido Lima da Silva (UFSC) e Hulda Oliveira Giesbrecht (Analista da Unidade de Inovação e Acesso a Tecnologia do Sebrae Nacional)

12h – Intervalo para Almoço

13h – Painel Enoturismo – Mediador Carlo Ottaviano com Ferrucio Dardanello (Presidente UNIONCAMERE Itália) e Felipe Mello (SOL-SC)

14h – Importância da Pesquisa Científica para a Qualidade do Vinho –Donato Lanati, do Centro Riccerche Aplicate Alo Sviluppo Enologico – ENOSIS Meraviglia, que falará direto da Itália

15h – Ações Para Competitividade Vitivinícola – case Miolo Wine Group com o empresário Adriano Miolo

16h – Talk Show – com pesquisadores convidados, palestrantes e representantes do setor.

17h – Encerramento e degustação de vinhos.

 

Serviço:

O quê: 1º Seminário Internacional da Vitivinicultura Catarinense – Inovação e Desenvolvimento Tecnológico

Onde: Vermelhinho da Serp Videira, no Vale do Rio do Peixe

Quando: 3 de setembro, das 8h30 às 17h

.

Fonte: http://economiasc.com.br/sc-sedia-seminario-internacional-da-uva-e-do-vinho/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s