Degustação: Villaggio Bassetti Montepioli 2011

IMG_1391 IMG_1392

Esta foi a primeira vez que provei um Villaggio Bassetti. Provei o corte de Cabernet Sauvignon e Merlot chamado Montepioli, safra 2011. O engraçado é que encontrei um vídeo do Daniel Perches sobre o mesmo vinho, porém de uma safra mais antiga de 2009, no qual ele também prova um Villaggio Bassetti pela primeira vez. Confira o vídeo.

Montepioli é um corte de Cabernet Sauvignon e Merlot, 13% de graduação alcoólica, e passagem de 13 meses em barricas de carvalho. A vinícola possui 4 rótulos: 2 tintos, 1 rosé e 1 branco. Montepioli é seu tinto de entrada. A Villaggio não possui infraestrutura própria de vinificação, sendo assim seus rótulos são produzidos em Bento Gonçalves/RS, no Vale dos Vinhedos, pela vinícola Almaúnica.

Bem, falemos do vinho…

Considero os rótulos da Villaggio Bassetti um pouco rústicos, sem muito apelo, mas bem feitos. Na taça, Montepioli é de um vermelho intenso, rubi, sem sinal de envelhecimento.

No nariz é agradável, lembrando frutas vermelhas e madeira, com um leve toque vegetal. Também é agradável em boca, com certa acidez e tanino macio. Definitivamente é bem vinificado, vale a pena provar. Mas nenhuma característica especial se sobressai.

Em minhas pesquisas sobre o Montepioli notei 3 variações interessantes:

  • No vídeo do Daniel Perches, ele cita que a safra 2009 poderia ter um final mais persistente. Quando degustei a safra 2011, achei a persistência boa. Acredito que tenham melhorado o vinho de lá pra cá.
  • Montepioli 2009 passou 18 meses em barricas de carvalho francês de 400 litros, de segundo uso. Já nas safras de 2010 e 2011, a passagem por barrica foi de 12 a 13 meses (tendo a acreditar que de primeiro uso).
  • Em um post de 2012, cita-se que a safra 2010 podia ser encontrada por R$ 47 a garrafa de 750 ml. Há 2 semanas, paguei R$ 55 a 1/2 garrafa, em um restaurante. Mesmo assim, me parece um aumento que chama a atenção.

Fiquei bastante curioso para provar o top de linha da vinícola, chamado Primiero, varietal de Cabernet Sauvignon.

A Vinícola Villaggio Bassetti é resultado da união dos irmãos Pioli Bassetti que aprenderam a arte de produzir vinhos de qualidade com o avô materno, Juca Pioli, ainda na infância. Localizada a 1.250 metros de altitude, em um terreno de 50 hectares na região de São Joaquim, em Santa Catarina, os primeiros vinhedos da vinícola foram implantados em 2005. A safra inicial foi colhida em 2008, com o lançamento no mesmo ano do Primiero 2008. Para se manter fiel aos seus princípios na elaboração dos vinhos, os empresários foram buscar na França mudas especiais para região catarinense e na Itália a tecnologia e o maquinário para produzir seus vinhos de altitude.

Abraço!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s