João José: cores e sabores dos vinhedos de origem italiana da Abreu Garcia

Dirigindo-me à Serra numa estrada de chão batido, trilhada no passado por tropeiros, encontrei Campo Belo do Sul. A cidade ocupa posição privilegiada em altitude superior a 900 metros. Neste território, deparei-me com os vinhedos de origem italiana da Abreu Garcia.

Já nos primeiros passos dentro da propriedade, aportou em minhas mãos um delicioso líquido de Baco com cor ouro-claro, aroma de frutas tropicais como pera e melão, boa mineralidade e flores brancas que lembram o jasmim. Este cartão de visita foi o vinho varietal Chardonnay safra 2010.

Depois de participar da vindima, o momento festivo da colheita das uvas, degustei uma espumante de boa perlage, persistente, de castas não tradicionais ao mundo das borbulhas, feita com 50% Merlot e 50% Cabernet Sauvignon. No almoço, para acompanhar um risoto com ragu de cordeiro foi escolhido o bem elaborado vinho tinto 2009 de corte das uvas Cabernet Sauvignon e Merlot. De coloração rubi púrpura com aroma de frutas silvestres, taninos em boca típicos e com toques de tostado provenientes da maturação nos barris de carvalho francês e americano por 12 meses. Hummm! Esta combinação fez os presentes estenderem a confraternização até o pôr do sol num espírito familiar que contaminou a todos…

Fonte: http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/variedades/inverno/noticia/2013/07/joao-jose-cores-e-sabores-dos-vinhedos-de-origem-italiana-da-abreu-garcia-4189687.html

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s